Olhar Crítico

Educação

Começo os meus aforismas deste primeiro domingo de março, pedindo licença aos meus leitores para escrever sobre algo que me é muito significativo, pois diz respeito à esfera privada. Todos sabem o apreço que tenho pela educação, pois, além de acreditar que ela é a chave para as transformações que a nossa sociedade precisa, sou docente e trabalho diariamente para que os estudantes recebam sempre o melhor conteúdo nas disciplinas que ministro nas escolas públicas e privada de Penápolis.

 

Prioridades

Outro fator que sempre enfatizo é que a educação dos filhos nunca pode ser vista enquanto custo, mas sim na condição de investimentos, cujos beneficiários serão os próprios filhos, conforme nos diz Milton Friedman em seu livro Capitalismo e liberdade. Se isso é fato, e tendo a crer que sim, externo aqui com os meus leitores um pequeno fragmento dessa observação. Na manhã da última sexta-feira, meu filho Miguel Francisco Minotti dos Santos, apresentou aos seus colegas de Ensino Médio do Colégio Futuro/COC o resultado duma pesquisa que vinha empreendendo há algum tempo.

 

Universo

Contando com o apoio dos professores de Química [Léo], Biologia [Zeca Pansonato] e da coordenadora Verônica Marin, Miguel, que cursa o 3.º colegial no Futuro, de forma didática, expôs conceitos e teorias envolvendo os universos da Matemática, Biologia, Química, Física, Sociologia e Filosofia para explicar o que ele está chamando de Teoria do Universo Cíclico. Observações complexas sobre a formação do universo, dos níveis de consciências, movimentação dos átomos em busca de outros átomos portadores de energia.

 

Esforços

Claro que fiquei duplamente feliz. Primeiro, na condição de pai que sempre colocou a educação do Miguel como prioridade, pois é dela que advém outros elementos que vão nortear a sua existência material e a apresentação dele na manhã da última sexta-feira foi um exemplo da dedicação dele aos estudos e ao mundo da pesquisa, sempre perguntando e buscando as respostas. O segundo ponto, é por ser eu, educador constatei que esta é a porta significativa para tirarmos esse país da masmorra em que está, sitiado pela ignorância, estupidez e truculência que vem marcando os últimos tempos aqui no Brasil. O outro elemento a destacar, é a direção do Colégio Futuro que não tem medido esforços para oferecer ao Miguel, o melhor material pedagógico e humano para que ele pudesse, desde o 6.º ano desenvolver todas as suas potencialidades. Família/Aluno/Escola: excelente trindade!

 

Planejamento

E já que a temática é a educação, terminou na tarde de sexta-feira, 08 – dia da Mulher – o planejamento das escolas públicas para este ano letivo. Há muito trabalho a ser feito, contudo, me parece que a tarefa seria menos árdua se as famílias estivessem dentro das escolas, menos para criticar os professores e com mais participação, tanto na vida da instituição de ensino, como dos próprios filhos, acompanhando-os no que diz respeito aos estudos e aos objetivos ao longo da vida. Sabe-se que uma criança sem perspectiva, será um adolescente sem norte algum e um adulto, muito das vezes, inconsequente, desprovido de valores éticos e morais, já que muitos pais acreditam que é dever do professor passar determinados preceitos que é da alçada, ou melhor, da esfera privada do estudante.

 

Mudanças

Portanto, acreditar que mudanças possam vir a ocorrer de cima para baixo em forma de migalhas, como retratou Machado de Assis em seu romance Memórias póstumas de Brás Cubas, é ledo engano. As alterações consideráveis que queremos ver instaladas em nosso meio social precisam ser iniciadas por cada um. Sendo assim, não adianta “eu” querer uma educação melhor, se “eu”, na condição de pai, não fizer o meu dever de casa, ou seja, sendo de fato pai-amigo do filho. O professor não pode tudo, não é um ser que faz milagres, é apenas um educador que ganha, ou quase isso, para ajudar os alunos a transformarem informações em conhecimento. Neste sentido, a colaboração dos familiares dos alunos é de vital importância para o sucesso dele no âmbito escolar. Que os problemas sejam vistos mais como estimuladores do que impedidores de determinadas conquistas que dependem do nível de aprendizado do cidadão.

 

Consciência

Neste âmbito, me parece que, tanto eu quanto os meus pares, estamos cônscios do papel que a educação tem na sociedade, contudo, falta a categoria política, escolhida livremente pela sociedade, compreender que sem ela, o país não anda e não será necessário ficar crendo em palavras de ordem emitidas por quem nunca entrou numa sala de aula, ou asseclas que dizem impropérios e inverdades sobre o agir do docente. E como vários pais têm uma visão enviesada da sala de aula, acabam acreditando nessas aleivosias emanadas do alto do trono e recheadas de verborragias toscas.

 

Justiça

Já que o conteúdo do aforisma acima diz respeito ao universo da educação na esfera da política, não posse deixar de observar aqui que o calvário do atual mandatário, que ficará no cargo até o final do próximo ano, prossegue no quesito Justiça. Ele viu postergado o seu desejo de “presentear” Penápolis com um AME; viu o PSDB, seu ex-partido, sofrer intervenção branca da diretória paulista, justamente por querer um diretório mais antenado com o governador que não teve o apoio do mandatário penapolense durante a campanha eleitoral do ano passado. As consequências todos sabem, portanto, não preciso vir aqui e repetir a ladainha para enfado dos meus leitores.

 

Investigação

O problema do momento, conforme anunciou um blogueiro, diz respeito à capinação de áreas públicas de Penápolis. Conforme o site do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, na última quinta-feira, 07 de março, o Ministério Público local ajuizou ação civil objetivando investigar supostas irregularidades na contratação de empresa para efetuar capinação nas vias públicas da cidade. O valor da ação, proposta pela Promotoria Pública de Penápolis, é de mais de R$ 700 mil. Aguardemos o tramitar da ação. E-mail: gildassociais@bol.com.br; gilcriticapontual@gmail.com. www.criticapontual.com.br.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *