Olhar Crítico

Especial

Não tenho hábito de comentar aqui questões relacionadas ao meu existir, mas hoje abrirei uma exceção por se tratar de uma data especial. Dia dos Pais. Para uns, mais uma data que a sociedade capitalista encontrou para estimular o consumo; para outros, um dia qualquer, ou seja, mais do mesmo, pois se trata de um domingo – o primeiro da semana. E há aqueles que veem a data como alvissareira, pois é usada para se comemorar aquele que é responsável por estarmos aqui. Afinal se não fossem seus espermatozoides e os gametas, eu não estaria publicando esses aforismas na manhã de hoje.

 

Pais

Muitos os têm, mas os tratam com desprezo, com indiferença, talvez por um erro cometido no pretérito, mas que o tempo se encarregou de deixar as feridas abertas e nenhum dos envolvidos tem a coragem de pedir desculpas ou tentar uma reaproximação, porque todos se acham os donos da verdade. Será que o equívoco do pretérito foi provocado de forma pensada, orquestrada para deixar marcas indeléveis em todos os envolvidos? Claro que todos os dias são importantes para aqueles que são pais, filhos ou as duas coisas ao mesmo tempo. O momento então é propício para as reconciliações deixando as magoas e nodoas naquele tempo em que tais fatos aconteceram e a partir de hoje começarem a construírem um futuro diferente.

 

Harmonia

Bom! Eu nunca tive a oportunidade de ser filho, pois meu pai nos deixou de forma trágica, como é de conhecimento de todos aqui em Penápolis, há 48 anos. Claro que minha mãe nos criou de forma exemplar, não só para os filhos, mas para aqueles que nos acompanharam desde aquele fatídico setembro de 1970. Entretanto, se não pude ter um pai, mas tenho um filho e é justamente isso que é o mais importante, não ser apenas um pai, mas, sobretudo, ter um filho que é amigo e parceiro para assistir uma partida de futebol e dar bronca no pai quando este está saindo da linha. Desta forma, eu vejo o dia de hoje como muito significativo. Então, pais que tem filhos e pais ao mesmo tempo, aproveitem ao máximo o domingo em harmonia e felicidade.

 

Educação

Deixando as comemorações deste domingo para a existência particular de meus leitores, me enveredo agora pelo universo educacional. Durante a semana que passou, as escolas estaduais da cidade engrenaram nas atividades pedagógicas propostas durante o replanejamento ocorrido nos dois últimos dias de julho. E os alunos aproveitaram para participar da segunda fase do projeto CUCo da USP (Universidade de São Paulo). O CUCo integra o projeto USP de Conhecimentos e faz parte do “programa Vem pra USP!, uma parceria da Universidade de São Paulo (USP) e da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, que busca incentivar os estudantes da rede pública de ensino paulista a ingressar nos cursos de graduação da USP e, ao mesmo tempo, estimulá-los a melhorar o desempenho nas disciplinas que compõem o conteúdo dos programas dos processos seletivos de acesso no ensino superior”.

 

Empolgados

Conversei com alguns dos alunos que participaram do projeto e passaram na primeira fase e pude perceber uma enorme empolgação de todos, motivados pela possibilidade de obterem sucesso na empreitada e de quebra, continuar com afinco os estudos. Esses adolescentes, diferentemente daqueles das décadas anteriores, têm miríades de possibilidades profissionais. Desta forma, pressioná-los agora, quando estão no primeiro e segundo colegial sem que haja um preparo prévio, é temeroso. Os pais precisam estar atentos a essas dinâmicas profissionais e dialogarem com os filhos, sem pressioná-los a se definirem profissionalmente. Nestas conversas, algumas coisas precisam ficar claras, como por exemplo, em alguns casos, depois do ensino médio o filho ter, de alguma forma, caso não ingressem em nenhum universo, alguma atividade laboral.

 

Ciência

Dentro desse campo educacional, aproveito para destacar o sucesso da Feira de Ciências que o Colégio Futuro realizou na semana que terminou ontem. A instituição particular de ensino é a que mais cresce no município, fruto da dedicação de seus idealizadores e de uma metodologia pedagógica significativa e um corpo docente e técnico comprometidos em oferecer ensino de qualidade para os estudantes. Quem visitou os estandes, nos quais os estudantes apresentaram e explicavam suas experiências, pode votar e escolher os melhores grupos. Para isso foi criado um site off-line produzido pelo estudante do 2.º colegial, Miguel Francisco Minotti dos Santos que, em 2017 obteve, entre as escolas particulares de Penápolis, a melhor colocação na Olímpiada Brasileira de Matemática.  Desta forma, parabéns a todos os envolvidos na realização desta significativa Feira Científica.

 

Política

Claro que a política não poderia ficar de fora dos meus aforismas dominicais, principalmente agora que já estão definidos os postulantes ao principal assento do Palácio do Planalto. A peleja na Terra do Sol promete com promessas farisaicas e populistas que fariam o populista mor Getúlio Vargas (1882-1954) rolar no túmulo, como se diz no jargão popular. É um tal de que vai fazer isso, aquilo, vai acabar com a fome, com a miséria, com doença – só faltaram dizer que vão acabar com a lepra e que serão os advogados de Jesus Cristo no sinédrio. Coisas estapafúrdias tendem a acontecer até o dia do pleito, ficando assim uma terra de ninguém, cada apaniguado defendendo seu quinhão eleitoral, mas quando são perguntados sobre os projetos de seus candidatos, tudo muito vago, promessas carentes de bases e dados econômicos, tudo muito no achismo.

 

Debate

Foi engraçado acompanhar o debate dos postulantes á presidência na televisão. Todo mundo tinha a solução para todos os males que assolam a nossa Nação há séculos. Um país fortemente marcado pelo viés escravagista, tanto é que tem um candidato que se arrepende até hoje de ter chamado um vereador paulistano duma legenda que desejava tê-la como aliada. Adjetivar um descendente de africano de “capital do mato” é uma ofensa moral e, creio que nesse ponto, o candidato deixou a desejar, externando tudo aquilo que ainda carrega de coronelismo dentro de si. E-mail: gildassociais@bol.com.br; gilcriticapontual@gmail.com. www.criticapontual.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *