Olhar Crítico

Política

Começo meus olhares dominicais recorrendo ao filósofo do direito, o italiano Norberto Bobbio (1909-2004), para quem a democracia é vista, sobretudo como categoria educadora, principalmente para um povo subjugado durante muito tempo, como é o caso do brasileiro. Tendo essa informação como premissa é que tento problematizar a entrevista que o ex-presidente Lula concedeu a um jornal de circulação nacional, na qual diz muitas coisas, inclusive que vai brigar até ganhar, como se as questões jurídicas e suas decisões fossem um pleito eleitoral. O leitor deve ter claro que ele foi condenado em segunda instância e teve a dosimetria de sua sentença ampliada de nove para 12 anos de prisão.

 

Empáfia

Lógico que o “Homem de Garanhuns” tem todo o direito de se defender, esbravejar, vociferar, se colocar na condição de vítima “das elites” – como ele costuma dizer -, entretanto, o que levou a sua condenação foi, justamente usar parte dessa elite para se enriquecer de forma ilícita usando os cofres públicos, como consta nos autos processuais. Mas, para o meu escopo aqui, essa questão fica para outro momento. Para o presente, destaco a empáfia desse líder populista pós-moderno ao dizer que “[…] nasceu para viver 120 anos” e que as pessoas haviam dito que esse sujeito já teria nascido e quem sabe não seria ele! Parece-me que é de uma atroz insensatez, todavia, não me deterei mais nessa enunciação aqui. Passarei a outra, quem sabe mais local.

 

Oposição

Se de fato, o vereador Carlos da “Educação”, mas que está lotado no setor de ambulância da prefeitura, deixar a base que o prefeito mantém na Câmara Municipal, será interessante ver até onde vai a sua oposição. Será que proporá discussão sobre a condenação do chefe do Executivo em segunda instância, isto é, no âmbito do TJ e defender o afastamento dele? Ou sua migração para a margem esquerda do Córrego Maria Chica tem apenas o objetivo eleitoreiro, ou seja, objetivando apenas o pleito para a presidência da Câmara no biênio 2019-2020 e desta forma se cacifar, junto ao funcionalismo público, para ficar mais quatro anos num dos 13 assentos do legislativo local? De qualquer forma, ir ou não para a ala oposicionista, não apagará as defesas torrenciais que fez do alcaide local das tribunas da Câmara. Todavia, como em política tudo pode acontecer, é preciso aguardar os próximos capítulos da novela penapolense.

 

Univesp

Se por um lado, o atual chefe do Executivo, que aguarda recurso que impetrou contra a sua condenação em segunda instância, somando-se a isso, a provável ida de um de seus vereadores para o setor oposicionista e as esmeraldas o assombrando, por outro, eu o parabenizo pela inauguração de um polo da UNIVESP (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) em Penápolis. Quiçá a polêmica sobre ele e seu vice, terem passado ou não, ou até mesmo não terem ido fazer a prova, ponto para o alcaide e pronto. O fato é digno de nota, pois o seu antecessor, quando ainda disputava o pleito alardeou que o então presidente Lula (PT) iria criar duas universidades federais no interior do Estado de São Paulo e teria lhe garantido que uma unidade seria em nosso município. Para a cidade não veio nada, nem sequer uma unidade do Instituto Federal de Ensino Superior. Sendo assim, o seu sucessor implantou um núcleo virtual de cursos superiores e gratuitos. Isso é fato!

 

Solidariedade

Aproveito o ensejo para parabenizar a diretoria, equipe técnica e pedagógica, corpo docente e discente da EE Ester Eunice pelas doações de produtos que os alunos, daquela instituição, fizeram à Santa Casa de Misericórdia de Penápolis. Conforme a direção da escola, a arrecadação ocorreu durante a realização da II Gincana Solidária realizada no começo do mês passado, quando estava se iniciando o período letivo de 2018. Significativa ação, objetivando desenvolver nos estudantes a solidariedade e valores éticos, conforme eu apresentei certa vez em trabalho acadêmico na UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas), segundo tal conteúdo, somente a partir do momento em que os seres humanos desenvolverem uma ética racional de solidariedade será possível equilibrarmos as desigualdades sociais.

 

“Amor ao próximo”

De acordo com a coordenadora, Angélica Bertelli Maschietto, o objetivo é o de desenvolver nas crianças “o sentimento de amor ao próximo”. E para que o escopo fosse atingido, foi promovida a gincana, estimulando os alunos dos dois turnos da escola a participarem do projeto de arrecadação. A classe que conseguisse mais produtos seria a vencedora. Embora os alunos do 6.º ano B da tarde ficaram em primeiro lugar na competição, todos estão de parabéns, já que a meta foi alcançada. Desta forma, deixo aqui as minhas loas a todos que se envolveram na gincana que almejou, sobretudo, desenvolver o sentimento cristão nos alunos e isso é o mais importante, principalmente agora em tempos bicudos nos quais valores éticos e morais estão entrando em desuso, talvez pela ausência de prática dos adultos!

 

Critério

Nesta chave, é que observo haver a necessidade de as crianças se envolverem no mundo da solidariedade, compreendendo o outro lado da ganância e entenderem aquilo que o teólogo e filósofo espanhol Jaime Luciano Balmes y Urpiá (1810-1848) afirmou em seu livro El critério (1845) – há um exemplar na Biblioteca Pública Municipal de Penápolis -: se alguém está ganhando, com certeza tem muito mais pessoas perdendo. Portanto, se está havendo um acúmulo de alguma coisa, vamos dizer, de bens, posses e cargos, é porque tem alguém necessitado. Neste sentido, a gincana da Escola Estadual Ester Eunice visou justamente inculcar nos estudantes, desde cedo, haver a necessidade de se equilibrar as desigualdades gritantes em nossa sociedade. Sendo assim, não adianta dizer algo, contudo, no momento seguinte praticar o contrário.

 

Segurança

O Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) de Penápolis, presidido por João dos Santos, “Jaó”, promoverá na próxima terça-feira, 06, sua reunião ordinária. Na pauta, vários temas que vão desde a implantação de câmeras de vídeo em pontos estratégicos da área central da cidade, até a questão da atividade delegada, parceria firmada entre a prefeitura e a Polícia Militar do Estado de São Paulo para se fiscalizar o trânsito penapolense (sic).  E-mail: gilcriticapontual@gmail.com; gildassociais@bol.com.br; www.criticapontual.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *