Olhar Crítico

Doação

Começo os meus olhares dominicais parabenizando o leitor anônimo que doou à Biblioteca Municipal “Professor Fausto Ribeiro” os cinco volumes que formam a obra História da vida privada. A coleção é organizada pelo historiador e medievalista francês Philippe Ariès (1914-1984). Por que o destaque? Simplesmente porque é referencia para todos os estudantes que pretendem concorrer a uma vaga nas mais significativas universidades brasileiras – USP, UNICAMP, UNESP, UFSCar – para citar apenas essas quatro instituições. Desta forma, os livros já estão à disposição dos usuários daquela importante biblioteca, onde tive o prazer de realizar meus estudos pré-vestibulares.

 

Unidos…

Deixando o acervo da biblioteca para outro momento, ingresso numa questão que foi abordada pelo ex-prefeito João Luís dos Santos (PT) em sua coluna Sabatina, publicada aqui nessa página no último dia 11. Em linhas gerais, ele faz diversos apontamentos sobre os jovens e adolescentes que estão sendo consumidos pelo mundo das drogas e do crime. Diante do exposto pelo petista, que foi prefeito por oito anos em Penápolis, acrescento apenas que a Associação Unidos pela Vida vem realizando, desde a sua criação há 15 anos, significativo trabalho preventivo, inclusive executa o programa Ainda é tempo, através do qual coloca em prática, há cinco anos, o projeto Mudança de paradigma da realidade social que atua na reinserção social de menores infratores egressos da Fundação Casa.

 

… pela Vida

É significativo observar a quantidade de adolescentes que migra para o mundo criminal por conta do uso de substâncias psicoativas e do tráfico de entorpecentes. Já abordei aqui várias vezes a questão, bem como o trabalho que é desenvolvido pela instituição que, diante dos escassos recursos financeiros, faz um excelente trabalho, já que os dados demonstram a queda no número de adolescentes que voltam a delinquir. Desta forma, seria alvissareiro que as autoridades, constituídas eleitoralmente e outras que pretendem ganhar a confiança do eleitorado em outubro, olhassem com mais acuidade o que a instituição concretiza, já que propor discussão, parece-me ser o lado mais fácil da questão. Sendo assim, já que foi o ex-prefeito quem está propondo o debate, independentemente de pessoas e partidos, gostaria de saber, na área social, quais projetos foram levados a cabo durante aquela gestão para evitar o quadro dantesco que temos hoje?

 

CONSEG

A pergunta no tópico anterior se escuda no fato de que o atual presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) de Penápolis, João dos Santos, “Jaó”, cansou de ser enxovalhado quando, na dupla condição de dirigente do Conselho e conselheiro tutelar, trabalhava arduamente para evitar que muitas das festas em que foram registrados fartos consumos de bebida alcóolica – para não dizer entorpecentes – acontecessem. Mas, na maioria das vezes, era voto vencido em determinados segmentos da sociedade. Acrescente-se que durante os dois mandatos do petista à frente da prefeitura, passaram pela pasta da área Social, aproximadamente nove secretários sem que nenhum deles deixasse um legado significativo para o futuro, ou seja, para o presente.

 

Rechaço

Mudando de “pato para ganso” – como se diz no jargão popular -, porém, me mantendo no mundo da política e do partido ao qual o ex-prefeito faz parte, sabe-se que os integrantes da ala mais a esquerda do PT desejam a realização de prévias e se recusam a sacramentar um acordo com o PSD – legenda que dá sustentação aos interesses do ex-presidente da Câmara Caíque Rossi. Há quem diga que tal junção não sai de jeito nenhum, inclusive já ventilam alguns nomes para concorrer a uma das vagas no Legislativo. Desta forma, as informações que apresentei recentemente num artigo publicado aqui no INTERIOR não têm nenhuma chance de se concretizar, para infortúnio daqueles petistas que já idealizavam cargos num futuro governo, caso seja essa a vontade do povo. Registre-se que na noite da última quinta-feira, 16, um encontro político ocorreu na casa do ex-diretor do DAEP, Lourival Rodrigues dos Santos – trarei outras informações sobre essa reunião na próxima semana!

 

Alinhamento

Já que as questões se enveredaram pelo universo da política, outro dia fui questionado por um dos meus leitores sobre a possibilidade do PSB penapolense apoiar o projeto do atual prefeito e arauto do PSDB. Consultei os principais integrantes do PSB na cidade e as respostas foram uníssonas: “é mais fácil o governador estadual apoiar a candidatura do PSB do que nós enfileirarmos com o atual prefeito”. Sendo assim, segundo esses interlocutores – que participaram de reuniões na capital paulista com a cúpula partidária – ouvidos por este colunista, tudo pode não passar de ladainha de quem abandonou as fileiras do Partido Socialista Brasileiro do que realmente uma posição oficial da diretoria estadual da legenda. De qualquer forma, me parece que com as linhas acima, consegui responder a interpelação formulada pelo meu leitor e creio que deve ser também a de outros tantos que percorrem meus aforismas dominicais.

 

Reuniões políticas

Visando as eleições de outubro, o trebelhar político já começou e o PV vai nessa mesma toada também. Na noite da última quinta-feira realizou mais uma reunião com seus filiados e dirigentes buscando consolidar uma proposta de governo para Penápolis, na qual o povo, e não determinados grupos, seja contemplado. Desta forma, ficou claro que os Verdes virão com chapa puro sangue, já que veementemente rechaçou o canto da sereia entoado pelo arauto do PSD local para fazer uma dobradinha. Quando a esse assédio, as principais lideranças do PV em Penápolis também foram uníssonas: “sem chance!” Ainda mais que Caíque Rossi arrebanhou para a sua seara alguns ex-Verdes que conseguiram um lugarzinho no legislativo e depois pularam de galho, inclusive com ofensas ao atual vice-prefeito Ricardo Rodrigues de Castilho.

 

Educação

Ao que tudo indica, Penápolis caminha para um significativo desenvolvimento educacional. O trabalho iniciado pelo professor-doutor, o engenheiro Eder Granato começa a dar os primeiros frutos, pois a Funepe teve aprovado, no Conselho Estadual de Educação, o seu projeto para o curso de Direito. Mas, enquanto este não corpus, outra significativa instituição de ensino superior para Penápolis, a FASSP (Faculdade de Saúde São Paulo), do grupo UNIESP, realiza o seu vestibular de inverno para os cursos superiores em Enfermagem e Fisioterapia. O que deve ser ressaltado é que os valores das mensalidades estão ao alcance do trabalhador penapolense que, desta forma, conseguirá se aperfeiçoar em duas áreas importantes da saúde: a Enfermagem e a Fisioterapia. Portanto, para aqueles que ainda não se decidiram, penso que a hora é agora, inclusive para os estudantes que estão no Terceiro Colegial já podem fazer o vestibular e assegurar a vaga para o início de 2018. Por hoje é só, na próxima semana trarei novidades sobre as Esmeraldinas e os esmeraldinos envolvidos na plantação das gramíneas, além da indecisão de alguns peessedebistas de embarcarem na caravana do atual chefe do Executivo. E-mail: gilbertobarsantos@bol.com.br, gilcriticapontual@gmail.com, social@criticapontual.com.br. www.criticapontual.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *